COMO LIDAR COM AS EMOÇÕES NO ESPORTE

COMO LIDAR COM AS EMOÇÕES NO ESPORTE

POR WANIA SIERRA – É importante lembrarmos que um atleta é uma pessoa que vive sua vida de forma completa, assim como qualquer pessoa, o que o diferencia dos outros é que o esporte faz parte da sua vida como uma atividade a mais e prazerosa. Principalmente quando falamos de corrida.  Portanto somos seres emocionais.

Podemos definir emoção como uma reação a um estímulo que pode ser real ou imaginário. Esses estímulos podem ser ambientais, externos ou internos, o que nos leva ao nosso sistema de crenças. Reagir emocionalmente é sempre relacionado a algo. Emoções não são necessariamente negativas ou positivas. Tudo depende do momento que estamos, e de nossas vivencias passadas.  Claro que os processos cognitivos estão presentes, pois determina a importância do estímulo, evento ou objeto que nos leva a determinada emoção. Mas é importante lembrarmos que temos duas mentes, a consciente e a inconsciente que trabalham conjuntamente. De acordo com nossas crenças, que estão instaladas em nossa mente, e estória passada, mesmo focando no positivo, tentando nos motivar, fazendo escolhas conscientes, sua mente inconsciente vence! Nossas crenças são criadas a partir de experiencias que vivemos no passado, ou falas que ouvimos na infância. Algo nos aconteceu positivo ou negativo, e cristalizamos como uma verdade. E passamos a nos comportar de acordo com essas verdades internas.  Muitas das nossas crenças são inconscientes, se tornam conscientes através do processo psicoterapêutico. Por isso disse que o inconsciente sempre vence! A boa notícia é que podemos reprogramar nossa mente inconsciente. 

É nesse momento que o psicólogo pode auxiliar com técnicas que facilitam a reprogramação.

Segue algumas formas que podem ser usadas no auxílio da reprogramação.

O primeiro ponto que acredito ser importantíssimo é o autoconhecimento. Conhecer e entender suas emoções fará com que você aprenda a lidar com elas de forma que possa auxiliar na melhora da sua performance. Usar sua força interna, aquilo que chamamos de força de vontade para mudar possíveis pensamentos negativos automáticos ou comportamentos que parecem fugir do seu controle. Lembre-se de ter estratégias que você poderá utilizar nas provas. Foco é fundamental, você precisa saber onde e como quer chegar. Assim como clareza dos seus objetivos que devem estar alinhados com sua realidade de treino. E finalmente domínio das suas emoções. A auto sabotagem não desaparece só porque sabemos que ela existe. Precisamos ficar de bem com nossas emoções, compreendê-las e saber utilizá-las a nosso favor. Como um motor positivo para a melhora da nossa performance. Aprenda a identificar e enfrentar seus medos. Não deixe que seus medos assim como a ansiedade os impeça de realizar seus sonhos. Lembre-se que você comanda sua vida, você é o líder de suas emoções. E então nada vai de parar! Vá em frente! Corra!

Wania Rennó Sierra, psicóloga clínica e do esporte. 

Diretora no Núcleo de integralização humana

Deixe uma resposta

Fechar Menu